Blog Produção Jr.

Como saber que a sua empresa precisa de um PCP?

Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Você verá neste artigo:

Como saber que a sua empresa precisa de um PCP?

Imagine uma empresa que não tenha um planejamento da produção e não conheça a sua demanda. Os processos são desorganizados e indefinidos, ninguém sabe exatamente o tempo adequado de cada operação e há um grande desperdício de recursos. É impossível acreditar que essa empresa alcançará o sucesso, certo? É por isso que diversas ferramentas e estratégias foram desenvolvidas, entre elas o Planejamento e Controle da Produção (PCP).

Em meio a essa crescente competitividade entre as empresas o PCP se torna essencial, tanto que atualmente existem departamentos especializados apenas nessa área. Mas o que exatamente é o PCP? Como saber que minha empresa precisa dele? Fique tranquilo todas as suas respostas serão respondidas nesse artigo!

 

O que é o PCP?

PCP é a sigla para Planejamento e Controle da Produção. Trata-se de um sistema de gerenciamento operacional de uma empresa, envolvendo todas as operações e processos produtivos, além da consolidação das informações. Ele busca prever, otimizar e controlar o uso dos recursos, bem como melhorar os resultados da produção de uma empresa.

Ou seja, através do PCP é possível gerenciar os recursos operacionais utilizados na produção, planejando e controlando da melhor forma possível, todo processo que envolve a fabricação dos produtos. Dessa maneira, a empresa consegue garantir mais qualidade e produtividade. Além disso, permite diminuir os desperdícios e reduzir os custos operacionais.

O controle da fabricação requer processos bem mapeados. Quer saber mais sobre mapeamentos de processos? Clique aqui.

Objetivos do PCP

A função do PCP requer um modo de pensar que tenha como objetivo responder diversos questionamentos sobre o que será produzido, como, por quem e com quais recursos, bem como onde e quando será executado. Dessa maneira o PCP é baseado em 3 pilares principais:

          PCP

  1. Planejamento: O planejamento pressupõe a necessidade de um processo de decisão, o qual ocorre antes, durante e depois de sua elaboração e implementação na empresa. É nessa etapa que é determinado o que será produzido e quando. É importante também conhecer a demanda pelo seu produto. Conheça mais sobre previsão de demanda clicando aqui.
  2. Programação: Nessa fase é definido quais serão os recursos utilizados para a operação, com início e término de todo o fluxo de trabalho.
  3. Controle: Nessa fase ocorre o monitoramento e a correção de desvios da produção. Ou seja, é realizado o controle do que foi previamente planejado e programado, impedindo que o objetivo final seja desviado do plano. Além disso, decidindo sobre quaisquer mudanças e imprevistos que possam ocorrer, caso defeitos e falhas passem a atuar no sistema. Uma metodologia importante de melhoria contínua para lidar com desvios e imprevistos é o PDCA. Clique aqui e saiba mais.

Além desses pilares, outros pontos também são observados com a implementação do PCP, como:

  • A definição de trabalho, ou seja, quais trabalhos serão mecanizados e quais serão humanos. Leia mais sobre gestão de recursos humanos clicando aqui.
  • A definição da quantidade de produtos que será produzida.
  • A estruturação e definição de todas as etapas do fluxo de produção.
  • A definição do melhor layout operacional, com o objetivo de aproveitar ao máximo o fluxo da produção. Leia mais sobre layout industrial clicando aqui.

Dessa maneira, o PCP vem para dar suporte à gerência na tomada de decisão, para planejar, programar e controlar todo o processo de produção, revisando sempre os objetivos estabelecidos e evitando que desvios aconteçam. Além disso, ter todos esses fatores estruturados permitirá tomar melhores decisões, caso seja necessário fazer alterações devido a imprevistos. Isso fará com que a empresa alcance uma maior produtividade e qualidade.

Resumindo, o PCP tem como objetivo a organização, sistematização e padronização do processo produtivo, levando a empresa a produzir com mais perfeição, rapidez, segurança, facilidade e menor custo. Assim, é essencial a gerência dos meios planejados e não as metas de produção.

 

Sintomas que mostram que sua empresa precisa de um PCP

  • Desconhecimento da demanda: não se sabe o quanto se deve produzir, assim acarreta um mau planejamento da produção, o que pode gerar sobrecarga ou ociosidade na empresa, uma vez que, pode ocorrer uma produção em excesso ou insuficiente de produtos. Levando à desperdícios e atrasos na entrega do cliente.
  • Desconhecimento da capacidade de alguns fatores: aproveitamento inadequado da capacidade produtiva de alguns setores da empresa, gerando atrasos na produção ou ainda desperdício de recursos.
  • Falta de medição de produtividade: ocasiona no desconhecimento da produtividade do seu negócio, na falta de dimensionamento assertivo dos custos e na má alocação dos recursos.
  • Alto volume de estoque ou falta de suprimentos: Não há um planejamento de quanto se deve produzir, assim pode haver uma produção em excesso ou insuficiente e com desperdícios de recursos.
  • Não saber quando contratar ou demitir funcionários: Não se sabe a capacidade produtiva da empresa, nem o quanto deve produzir, assim, não se sabe se está precisando contratar ou demitir funcionários e nem se essa é a solução dos problemas.
  • Layout mal estruturado: Desconhecimento do fluxo de insumos, assim, há um aproveitamento ineficaz da disposição dos meios de produção, ocasionando perdas de energia e tempo e atrasos na produção.

É quase impossível acreditar que uma empresa que tenha todos esses sintomas alcance o sucesso e sobreviva nesse mercado competitivo. Com isso podemos ver que o PCP é muito importante e diversas empresas tomam como essencial a sua estruturação.

Se você se interessou pela implementação do Planejamento e Controle da Produção, acesse nosso artigo sobre 5 passos para implementar o PCP clicando aqui. Além disso, entre em contato com a Produção Jr e solicite um diagnóstico gratuito!

Skip to content