Blog Produção Jr.

Plano de Marketing: O seu guia definitivo para a melhor estratégia

Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Você verá neste artigo:

Plano de Marketing

Introdução

          O plano de marketing é um instrumento de gestão normalmente alinhado ao planejamento estratégico que tem extrema importância no desenvolvimento de uma empresa. Ele apresenta todos os detalhes e ações para atingir os objetivos de marketing, sejam eles para um produto ou serviço.

Um bom plano de marketing é dependente de um completo estudo que analise o mercado e suas tendências, possibilitando a construção de uma sólida estratégia de marketing que seja passível de ser executada.

Além disso, é importante entender que esse plano representa o posicionamento da sua empresa, e por isso precisa estar de acordo com a visão, missão, valores e objetivo, pois tem impacto direto sobre a sua imagem.

Para facilitar o entendimento, o plano de marketing foi divido em 6 partes que são de igual importância no desenvolvimento de uma boa estratégia, seja ela visando expansão ou consolidação no mercado:

  • Objetivos de Marketing
  • Perfil do público alvo
  • Jornada de compra
  • Mix de marketing
  • Plano de ação
  • Controle de orçamento e definição de métricas

Objetivos de Marketing

O primeiro passo no desenvolvimento de um plano de marketing é a definição dos objetivos a serem alcançados através da execução do mesmo.

Normalmente inicia-se o processo através da identificação dos gargalos, ou até mesmo pelas metas de expansão de um negócio, e os objetivos mais comuns são aumento de venda, fidelização de clientes, aumento de visibilidade e ampliação da atuação online.

As diretrizes do planejamento estratégico normalmente determinadas através de análises SWOT (Forças, Oportunidades, Fraquezas e Ameaças) e das Forças de Porter (Rivalidade entre os concorrentes, poder de barganha dos clientes e fornecedores, e ameaça de entrada de concorrentes e produtos substitutos.) são o que normalmente balizam a definição dos objetivos. Mas além disso, é extremamente importante a consideração do contexto das variáveis de mercado para evitar que objetivos inatingíveis sejam traçados, tornado o plano de marketing um desperdício de investimento (CAPEX).

Essa etapa pode parecer bastante trivial, mas pode se tornar uma tarefa um tanto quanto complicada caso os responsáveis pela execução sejam destreinados. Por isso, é extremamente importante que essas metas sejam traçadas com o auxílio de um profissional que faça uma análise fundamentalista completa que leve em consideração o maior número possível de variáveis que possam influenciar na concretização desses objetivos.

Perfil do público alvo

Uma vez que os objetivos estejam definidos, a próxima etapa é o estudo do público alvo de seu plano de marketing, que normalmente é feita através da definição de personas, que é nada mais que a representação fictícia de seu cliente ideal.

A persona é baseada em dados reais sobre comportamentos, histórias pessoais, motivações, objetivos, desafios e preocupações que de certa forma abrangem as características comuns entre os seus potenciais compradores (leads), e assim permite uma estratégia mais assertiva.

Para criar sua persona, você vai precisar coletar dados e informações sobre os seus atuais e potenciais clientes através de uma série de questionamentos e análises com ferramentas como CRMs (Gestão de Relacionamento com o Cliente) e Google Analytics (Monitoramento de atuação online).

Uma vez que você tenha todas as informações necessárias, vai precisar estruturar esses dados e montar um documento que descreva sua persona de maneira clara, para que assim você possa estudar a jornada de compra de seus clientes.

 Jornada de compra

A jornada de compra é um modelo que define os estágios pelos quais o cliente passa antes de tomar a decisão de comprar. Essa etapa se baseia no que o consumidor busca, e é divida em 4 estágios, conforme imagem abaixo:

No primeiro, o consumidor ainda não sabe ou não tem certeza que tem um problema ou necessidade, no próximo ele já se aprofundou um pouco mais e já reconhece que possui um problema, no terceiro ele já pesquisou algumas soluções e começa a considerá-las, e por último analisa as opções consideradas e toma sua decisão.

Compreender essa jornada é muito importante para que você possa determinar sua estratégia de marketing, e além disso, reduzir gastos desnecessários com produção de campanhas que não são tão bem aproveitadas.

Mais adiante, para os segmentos de negócios que atuam, principalmente, com vendas online é possível automatizar os fluxos de forma personalizada, nutrindo os leads até que sejam convertidos para a decisão de compra

Mix de marketing

O Mix de marketing ou 4Ps do marketing representam os quatro pilares básicos de qualquer estratégia para melhorar a divulgação da empresa e quando estão em equilíbrio são grandes influenciadores e conquistadores de público. O significado literal dos 4Ps é: produto, preço, praça e promoção.

Para entender melhor a união dos quatro, vamos fazer uma abordagem específica, um a um:

  • Produto: O Produto serve para a sua equipe entender e definir quais os atributos e características do que é oferecido, e para facilitar o processo, pode-se levar como base as seguintes perguntas:
  • Quais as necessidades e/ou desejos que seu produto/serviço deve satisfazer junto à clientela?
  • Quais suas funções para atingir essas necessidades?
  • Como, quando e onde o cliente irá utilizá-lo?
  • Como ele aparenta?
  • Existem outras cores, tamanhos e estilos disponíveis?
  • Qual o nome?
  • Qual a marca?
  • Qual sua diferença com relação aos outros produtos já existentes no mercado?
  • Preço: O preço nada mais é do que o valor que será cobrado pela solução que é oferecida. Assim, é necessário avaliar o que o produto tem a oferecer e quanto os indivíduos estão dispostos a pagar por isso, sempre comparando com seus concorrentes.
  • Praça: Esse fator pode causar confusão por conta do nome, no entanto é simples de entender. Praça significa como o cliente chega até você, aos seus produtos e serviços. Neste item é necessário pensar onde o cliente busca o produto/serviço que você está oferecendo e como sua empresa pode acessar os melhores e mais efetivos canais de distribuição.
  • Promoção: Quando se fala em promoção dentro dos 4Ps, o significado é o de promover a marca e não o de realizar descontos para atrair os clientes. Aqui é necessário pensar em como mostrar para as pessoas que seu produto é a solução para os problemas e necessidades delas.

Para isso, é bom ter em mente as seguintes perguntas para melhor direcionar o pensamento:

  • Quando e onde você pode passar adiante, de forma efetiva, as mensagens de marketing do seu negócio para o seu público-alvo?
  • Quais os melhores canais para apresentar as suas soluções para possíveis clientes?
  • Seu mercado é sazonal ? Qual, então, deve ser o calendário para poder aproveitar as chances de aumentar as vendas e promoções?
  • Como os seus competidores fazem a promoção de seus produtos e serviços? Qual a influência deles sobre as suas ações?

Tendo em vista esses quatro elementos é extremamente importante que se procure um equilíbrio entre eles para alcançar melhor desenvolvimento possível do que é oferecido para o público.

Plano de ação

É um planejamento das ações de marketing pessoal ou de uma empresa, buscando alcançar um objetivo específico.

Um exemplo de objetivo pode ser: Aumento do número de clientes interessados nos produtos da empresa e, consequentemente aumento das vendas e da participação de mercado.

Portanto, um plano de ação de marketing é uma ferramenta de gestão para um profissional ou uma empresa que busca se manter competitiva no mercado.

Para a realização deste item é necessário se embasar completamente no mix de marketing. Primeiramente, é imprescindível o detalhamento das ações que serão tomadas e a definição de um responsável por cada uma delas. Além disso, é necessário definir prazos para a realização dessas ações.

Por último, esteja preparado para criar um plano b, já que o mercado é dinâmico e muda a todo momento. Assim, não estará tão despreparado caso acontecer alguma mudança brusca que te afete.

Controle de orçamento e definição de métricas

Para fazer o controle de orçamento e definições métricas é necessário que esteja definido, com antecedência, o quanto se irá gastar nas ações definidas no item anterior durante o período de um ano. Dessa forma, ao ter um orçamento bem definido irá garantir que a meta não seja ultrapassada e assim não serão geradas despesas extras para o negócio.

Além do orçamento, o estabelecimento de prazos de duração para as ações e do custo estimado de cada uma delas é imprescindível. Documente tudo que for possível, pois se você controla, fica mais fácil avaliar os resultados.

É importante ressaltar que o plano de marketing nunca termina, pois está sempre em constante mudança. Por isso, podemos te ajudar com as mudanças do mercado e sua empresa continue crescendo. Agende um diagnóstico com a nossa equipe!

Skip to content