Blog Produção Jr.

A importância de avaliar o desempenho dos seus negócios

Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Você verá neste artigo:

Indicadores de Desempenho 

Você sabia que…

Um indicador de desempenho (em inglês “Key Performance Indicator” KPI, ou até mesmo como “Key Success Indicator” KSI), são ferramentas de gestão para se realizar a medição e o consequente nível de desempenho e sucesso de uma organização ou de um determinado processo. Este indicador, vai além de uma simples  análise financeira, permitindo a medição do desempenho da empresa em diversas categorias, a exemplo:

  • Indicadores quantitativos: envolve a quantificação do processo, alicerçando-se em dados concretos, como número de vendas, tempo de entrega, etc.
  • Indicadores qualitativos: baseiam-se mais na análise subjetiva do processo, envolvendo gostos, realidade do cliente
  • Indicadores de atraso: são dados obtidos em decorrência de um evento econômico, no qual, são usados para uma linha de ação.
  • indicadores de análise técnica: visa uma maior precisão no controle de entrada e saída das operações
  • indicadores de capacidade: mensuram a capacidade máxima que determinado processo tem de resposta. Ou seja, calculam a quantidade que se produz em determinado tempo

Porque utilizar?

Tendo em vista, a mentalidade das empresas em se tornarem mais competitivas e conquistarem um bom lugar no mercado, nada adianta, estas realizarem suas atividades sem saberem os seus objetivos e os resultados a serem alcançados.

Como o papel dos indicadores é basicamente auxiliar o gestor a analisar e identificar se objetivos serão atingidos, é extremamente aconselhável  ter essa ferramenta presente no dia a dia da empresa.

A importância para o seu negócio

É por meio dos indicadores que os problemas da empresa são diagnosticados. A partir do dados recolhidos e de uma interpretação correta do resultado, pode-se criar plano de ações e assim solucionar falhas rapidamente e impedir que estas ocorram novamente, proporcionando, certamente para a empresa, minimização de erros, e consequentemente, maior confiabilidade e satisfação do cliente.

KPI’s na Gestão Organizacional, por que são pouco utilizados

Podemos definir a gestão organizacional como o conjunto de ações necessárias para o bom funcionamento de uma empresa e alcance eficaz dos objetivos corporativos. São todas as estratégias traçadas com o intuito de auxiliar na conquista de resultados mais positivos e rentáveis. Desde pequenas melhorias nos processos até a implementação de métodos inovadores de gestão de pessoas: todas as ações que ajudam a alcançar as metas corporativas fazem parte das funções da gestão organizacional. Mas não adianta implementar essas ações e não ter certeza de que elas estão realmente contribuindo para o alcance dos objetivos em questão. Por isso que todas precisam vir acompanhadas de um bom acompanhamento dos indicadores de desempenho e produtividade.

É muito comum vermos KPI’s serem aplicados de forma ineficiente nas empresas, devido ao mau planejamento, má gestão, ou até mesmo devido a falta de qualificação daqueles que o operam. Com isso, devido a esses e diversos outros fatores, a ação acaba por ser em vão, e, atribuindo a culpa da frustração ao indicador, a ideia é engavetada, quando não extinta. O que e maioria das pessoas não sabem, é que nas mãos de um bom gestor, os indicadores de desempenho podem assumir um papel importante na empresa, podendo auxiliar ou até mesmo guiar o grupo em seus próximos passos.

A Construção de um KPI

A garantia e eficiência de um medidor se dá desde a idealização do critério a ser medido até sua aplicação no cotidiano empresarial. Em momentos de alta concorrência, avanços tecnológicos e dinamismo nas relações negociais estabelecer indicadores de desempenho assertivos que evidenciem a real situação organizacional se torna imprescindível, de acordo com Stevens, 1946 este processo atribui números, símbolos, rótulos… a determinadas propriedades de um objeto ou evento. Kenney sugeriu em 1992 que existem três princípios na mensuração

Objetividade: Garantir que o fator que está sendo avaliado possui alinhamento estratégico aos objetivos da organização, afinal de que vale medir algo que não tenha relação direta com os direcionadores empresariais

Exatidão: Identificar o nível desempenho da forma mais próxima possível do valor real, para que este possa ser considerado em diagnósticos gerenciais com credibilidade.

Precisão: a partir do respeito de 6 determinadas propriedades da mensuração (não ambígua, inteligibilidade, operacionabilidade, mensurabilidade, homogeneidade, permitir distinguir o desempenho melhor e pior

Seguindo tais critérios podem ser criados inúmeros medidores de desempenho na empresa, de forma a possibilitar o mapeamento e acompanhamento da linha de produção de forma quase onisciente. Porém, como descrito no subtítulo anterior, não bastam as melhores ferramentas para se consertar os vazamentos; assim, por trás desses medidores são necessários trabalhadores qualificados para isso.

Use da melhor maneira possível

Certamente o uso de indicadores será extremamente benéfico, desde que você tenha alguns cuidados  para usar todas as ferramentas de gestão ao mesmo tempo. Digamos que não seja muito fácil para um gestor conseguir utilizar-se de tantas ferramentas ao mesmo tempo. Ninguém é capaz de possuir tantas competências e conhecer a fundo cada processo de trabalho e, ao mesmo tempo, ter tempo para analisar, gerenciar e tomar decisões acertadas o tempo inteiro. Mas o esforço em agrupar e fazer bom uso destas, traz desempenhos excepcionais à empresa.

O resumo se dá por: você tem a missão de  comandar sua empresa e errar o menos possível (se possível acertar sempre) para que os resultados apareçam e seu negócio seja competitivo e rentável. Que tal, então, transformar-se em um gerente bem equipado, em lugar de gerenciar cada um dos processos e, dentro deles, cada uma das pessoas?

E por fim: você conseguiria  imaginar o quanto  sua empresa melhoraria em quesitos de confiabilidade, rentabilidade e minimização de erros, por conta do uso dos indicadores de desempenho?! Conheça também os métodos de melhoria contínua (Kaizen). Clique aqui para saber mais.

Não? Entre em contato conosco e torne sua empresa  mais competitiva!

Skip to content