Blog Produção Jr.

O que é Supply Chain e quais seus benefícios?

Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Logística 4.0 - Supply Chain
Você verá neste artigo:

O QUE É SUPPLY CHAIN E QUAIS SEUS BENEFÍCIOS? 

O que é? 

Supply Chain Management é um termo em inglês criado pelo consultor de negócios Keith Oliver e que pode ser traduzido como “ Gestão da Cadeia Logística” ou “Gestão da Cadeia de Suprimentos”

Ele se refere aos processos que abrangem todas as atividades, desde a compra da matéria-prima até a entrega do produto ao consumidor final. Isso significa que contempla a compra dos insumos, a transformação, o armazenamento, o transporte, a embalagem, o gerenciamento interno, a venda, a distribuição, a logística reversa e todas atividades que dão suporte a essas etapas.

O Supply Chain nasceu da necessidade de alinhar as diversas áreas de uma empresa para entregar valor aos stakeholders e ao consumidor final. Assim, atua na gestão do fluxo de valor de forma adaptada às diferentes necessidades e demandas de cada tipo de indústria. 

Supply Chain na empresa: 

Dentro da empresa, o Supply Chain possui papel estratégico devido às análises de mercado e de demandas. Sendo viabilizado pela integração dos dados e controle dos indicadores de performance que qualificam todo o potencial operacional e identificam possíveis gargalos que antecipam a resolução de problemas para diferentes cenários. 

Ademais, há um estímulo para a aplicação de tecnologia e ferramentas de automação que ajudam na precisão dos processos envolvidos, tornando-os mais integrados e ágeis sem que ocorra perda de qualidade.

Essa modernização também é benéfica para a troca de informações entre as diferentes áreas da empresa, contribuindo para um melhor alinhamento interno. 

Assim, a otimização da eficiência dos processos traz múltiplos benefícios, entre eles: 

  • Redução dos custos operacionais proporcionado, majoritariamente, pela diminuição de gastos com estocagem, processo produtivo, gestão das matérias-primas e controle de qualidade; 
  • Maior integração entre os setores em razão de uma melhor gestão dos dados e aproximação entre os processos; 
  • Resolução ágil de problemas devido ao maior controle de toda a cadeia de produção e maior facilidade na identificação de gargalos; 
  • Implantação de um ciclo de melhoria contínua; 
  • Aumento na competitividade proporcionado pelo crescimento da qualidade, diminuição dos custos de produção e aprimoramento logístico.

Inclusive, é através desse processo que as informações sobre clientes, fornecedores, terceirizados, manuseio, movimentação e armazenagem de materiais são utilizadas para melhorias contínuas no processo logístico.

Portanto, o Supply Chain atua em três fatores básicos: maior agilidade, constante procura por redução de custos e melhores performances diante do mercado. 

Indicadores 

Para entender os impactos da implantação do Supply Chain é importante que a empresa adote indicadores como ferramentas que auxiliam na avaliação do método e ajudam a entender se os objetivos estão sendo alcançados. 

Os indicadores mais usados atualmente e que representam pontos chave para a análise dos resultados, são:

  • Saving:

Referente a todos os desperdícios que foram eliminados, sejam eles financeiros, de tempo ou processos desnecessários.

  • Lead Time:

Tem como foco analisar a eficiência das operações desde a demanda pelo produto até o atendimento da mesma. É importante que o tempo que a mercadoria ficou parada no estoque também seja contado.

  • On Time In Full:

Refere-se à qualidade de atendimento ao cliente. Tem como parâmetros o prazo, a quantidade e a qualidade da entrega do produto.

  • Custo Total da Operação:

Indica todos os gastos envolvidos no processo. 

Logo, a empresa deve estar ciente dos esforços financeiros e gerenciais ligados à implementação do Supply Chain Management.

Atitudes como negligenciar ou desconhecer as dificuldades que são inerentes às etapas e processos podem levar a uma implantação mal sucedida. Por isso, planejar e analisar adequadamente todo o processo é fundamental. 

Conclusão

Em síntese, o Supply Chain Management tem como objetivo principal a gestão da cadeia de suprimentos, atuando na organização e otimização de processos com foco na performance.

Ainda mais, reduz custos, desperdícios e atrasos ao longo das etapas, garantindo, então, a satisfação do cliente final e uma melhor competitividade e posicionamento da empresa no mercado.

Se interessou pelo tema? Gostaria de saber como nós podemos ajudar a sua empresa?

A Produção Jr oferece uma grande variedade de serviços que poderão ser úteis para você. Para saber mais sobre nossos serviços que poderão te ajudar, entre em contato conosco e agende um diagnóstico gratuito!

Skip to content